Pesquisar

20 de dez de 2012

Nasa alerta que teoria de fim do mundo em 2012 é absurdo


Depois de receber uma grande quantidade de cartas questionando o suposto fim do mundo em 2012, um astrobiologista da Nasa se pronunciou para negar o acontecimento. Segundo David Morrison, a afirmação de que o mundo irá terminar em 21 de dezembro é um absurdo. “Creio que cerca de 4 anos atrás, aproximadamente em 2008, eu comecei a receber 5 questões por dia sobre 2012, e agora aumentou”, disse ele, segundo a ABC. “A questão mais comum é, ‘o fim do mundo será em 21 de dezembro de 2012?’ Eu acho estranho porque a ideia do fim do mundo é um absurdo.”

A previsão de fim do mundo para acontecer em dezembro de 2012 vem de acordo com o calendário maia. Essa teoria se baseia na existência de 13 ciclos que supostamente terminaria nesta data. Entretanto, especialistas afirmam que nada implica em uma profecia apocalíptica. O temor de Morrison é no efeito que essas teorias podem causar às pessoas. Em suas cartas, ele diz que recebeu muitos jovens e crianças relatam ter dificuldades para comer e dormir, e tem até pensamentos suicidas.
Em 2011, com a campanha de fim do mundo de Harold Camping marcada para o dia 21 de maio, milhares de pessoas tiveram suas vidas mudadas com a espera pelo arrebatamento.
Muitos venderam todos os seus bens, outros deixaram empregos e família, e no extremo da situação, um caso de suicídio foi registrado. Por causa da problemática, a Nasa tenta desmentir o acontecimento a fim de evitar consequências drásticas.
Em entrevista dada anteriormente ao The Christian Post, o professor do Seminário Teológico Batista Nacional Eneas Tognini (STBNET), Dorival Guimarães, afirmou que as consequências de se acreditar numa propaganda falsa do fim do mundo são não somente a morte física por suicídio como a morte espiritual.
Guimarães ressalta que não é possível saber o dia e nem a hora, fornecendo versículos da Bíblia como Mateus 24:36 (“Daquele dia e hora, porém, ninguém sabe, nem os anjos do céu, nem o Filho, senão só o Pai”).

Fonte: The Christian Post | Divulgação: Midia Gospel

21 de nov de 2012

NÃO DEIXE QUE A "MULTIDÃO" TE IMPEÇA DE VER JESUS


Desde que Jesus começou seu ministério, multidões passaram a seguí-lo. Onde Jesus estava, sempre tinha uma multidão em volta. Mas, multidão de seguidores não quer, necessariamente dizer que eram discípulos de Jesus.
De certa forma, era bom que a multidão estivesse ouvindo a Jesus, pois todos tinham a oportunidade ouví-lo pregar e de se posicionarem em relação ao que ouviam; porém, de outro lado, os que se consideravam "melhores que o resto" impedia que os mais necessitados e verdadeiramente desejosos de um encontro com Jesus se aproximassem dele.
Hoje, muitas pessoas também são impedidas de se aproximar de Jesus por causa das "multidões". São pessoas que estão "infiltradas" nas igrejas evangélicas, se passando por crentes, e escandalizando os outros com sua conduta antibíblica, são ladrões, enganadores, aproveitadores dos menos favorecidos, egoístas, adúlteros, etc.
Mas, se você é uma dessas pessoas que sempre quiseram ir a uma igreja, ter um encontro com Jesus e nunca foi porque sempre olhou o que aqueles que estão à sua volta fazem, eu te encorajo a fazer como alguns personagens que se destacaram por sua atitude:

Zaqueu, o publicano: por não poder ver Jesus por causa da multidão, ele subiu numa árvore e Jesus o viu. Ele recebeu Jesus em sua casa e teve sua vida transformada! (Lucas 19,1-10)

O cego Bartimeu: quando ouviu que era Jesus que estava passando começou a gritar, mas a multidão mandava que ele se calasse, ele começou a gritar mais alto ainda. Jesus se virou e mandou chamá-lo, o curou e ele passou a seguí-lo. (Marcos 10,46-52)

A mulher cananéia: ela sabia que Jesus tinha poder para expulsar espíritos malignos, e foi correndo atrás dele, clamando para que ele libertasse sua filha, os próprios discípulos de Jesus sugeriram que ele a mandasse calar porque "ela estava incomodando", mas Jesus se compadeceu dela e sua filha foi liberta. (Mateus 15,21-28)

A mulher do fluxo de sangue: mesmo debilitada pela sua enfermidade, ela enfrentou o empurra-empurra da multidão, tocou em Jesus e foi curada. (Marcos 5,25-35)

Como você pode perceber, existe uma maneira de romper a "multidão" e ter um encontro com Jesus.
Eu encorajo você a romper a "multidão" de dúvidas, "multidão" de pessoas, "multidão" de pecados e caminhe em direção a Jesus. Nunca houve alguém que se encontrou realmente com Jesus e não teve sua vida transformada.

"Olhando para Jesus, autor e consumador da fé, o qual, pelo gozo que lhe estava proposto, suportou a cruz, desprezando a afronta, e assentou-se à destra do trono de Deus." (Hebreus 12,2)

"Acredite, sempre teremos os mesmos resultados se tivermos as mesmas atitudes; se o que você recebe como resultado de suas atitudes não é satisfatório, que tal mudar de atitude?"