Pesquisar

21 de set de 2015

Auxílio em meio às aflições



         Às vezes passamos por momentos tão difíceis que tudo o que queremos é alguém para nos ajudar, pra nos socorrer, pra cuidar de nós. A sensação de estar só no meio do deserto, enquanto as tempestades de areia tentam nos encobrir, provoca em nós dor, angústia e sofrimento.
        Não são poucas as vezes que nós, mulheres, passamos por momentos assim; quem dera fosse...
        Eu sei, perfeitamente o que é isso: vazio, solidão, desespero, medo, escuridão... Mas, a Palavra de Deus diz que devemos consolar os outros com as mesmas consolações com que somos consolados, por isso que resolvi fazer esse post.
         Tenho vivido dias assim e tenho experimentado a graça de Deus sobre mim. Tenho ouvido a voz de Deus me guiando. Tenho sentido o poder da oração através de intercessores que Deus levantou a meu favor. Por mais que eu me sinta sozinha, sem forças para lutar, Deus não me deixa esquecer que eu não estou sozinha!
         Tenho aprendido que da minha fraqueza, Deus suscita força, porque o poder dele pode operar eficazmente quando eu reconheço que não consigo por minha própria força.
         Quando achamos que somos fortes, aí é que somos fracos. A auto-suficiência nos faz abrir a guarda. Achamos que damos conta, não precisamos orar tanto mais porque sabemos o que fazer e isso impede o agir de Deus.
         Ontem, particularmente, Deus falou tremendamente ao meu coração através da pregação em minha igreja. Era como se aquela palavra tivesse sido preparada só pra mim (eu sei que não foi, rssrsrsss). Eu realmente senti como se eu estivesse sendo aconselhada pessoalmente pelo Espírito Santo.
         Sabem, tenho passado por momentos de rever meus conceitos, minhas prioridades, necessidades, e isso tem me causado grande aflição! Quanto mais eu sei o que Deus espera de mim, mais constrangida eu fico por saber que não tenho feito um décimo daquilo que Deus espera...
         Eu deixei que a vergonha tomasse conta do meu coração e, com isso, veio a dificuldade para orar. Como chegar diante de Deus pedindo perdão pelos mesmos erros de sempre? Várias vezes me arrependendo amargamente e, novamente, com o passar do tempo, incorrendo nos mesmos erros. Eu não conseguia, pra mim estava impossível!
         Mas Deus, na sua infinita misericórdia, nos dá uma nova chance; como Pai, ele não tem prazer no nosso sofrimento, ainda que ele permita que aconteça para "acordarmos".
         Ele começou a falar comigo através do livro de Miqueias. Os capítulos 6 e 7, onde ele repreende a Israel e Judá pelos pecados e promete restauração para os que se voltarem pra ele. O capítulo 7 representa a condição humana longe da presença de Deus: os inimigos riem, os amigos fogem e até aqueles que são mais íntimos e deveriam te ajudar, são os que se  voltam contra você para te acusar.
         Porém, Deus nos dá a esperança de que, ainda que tenhamos que passar por esse tempo de angústia, ele não retém sua ira para sempre! Há esperança pra nós! Ainda que não vejamos uma luz no fim do túnel, no momento certo, Deus se faz a luz no meio do túnel, nos faze enxergar em meio à escuridão profunda, Aleluia!
         Precisamos clamar a Deus pedindo ajuda e  Ele nos enviará o seu Espírito para nos socorrer, consolar, guiar. A Palavra de Deus nos diz: "E da mesma maneira também o Espírito ajuda as nossas fraquezas; porque não sabemos o que havemos de pedir como convém, mas o mesmo Espírito intercede por nós com gemidos inexprimíveis."
         Não importa se o que você consegue é só chorar, o  Espírito Santo sabe interpretar seu choro, a sua necessidade chega diante de Deus e ele envia a resposta! A paz de Deus inunda o seu coração e, talvez, você nem consiga entender como passou das lágrimas ao riso tão rápido, mas é assim mesmo que Deus faz.
        Entregue-se àquele que tem o poder de reverter o pranto em riso, a escuridão em luz, a angústia em júbilo. Deixe o Espírito Santo te consolar. Louve, adore, exalte ao Senhor! Creia, sua vida nunca mais será a mesma!
     
         "Quem é Deus semelhante a ti, que perdoa a iniquidade, e que passa por cima da rebelião do restante da sua herança? Ele não retém a sua ira para sempre, porque tem prazer na sua benignidade. Tornará a apiedar-se de nós; sujeitará as nossas iniquidades, e tu lançarás todos os seus pecados nas profundezas do mar."
       Miqueias 7:18,19

15 de set de 2015

Halloween - Cultura ou Religião?

          Ultimamente tenho ficado intrigada com tanta coisa que se diz sobre o Halloween, principalmente em escolas que, cada vez mais estão se adaptando à essa festa "cultural".
         Dentre várias pesquisas que fiz, encontrei respostas bem parecidas; algumas inclusive parece que foram copiadas de um site para outro sem nada acrescentar.
        Resolvi fazer minha própria pesquisa e ir direto à uma fonte que pudesse realmente me trazer algum conteúdo sólido. Colocarei aqui então, os pontos de vista a respeito dessa festa que está se tornando tão comum em nosso meio. Cada um de nós foi dotado de um nível de inteligência e a capacidade de decidir em que acreditar; porém, não há como decidir se não houverem alternativas.              Que o Espírito Santo de Deus nos guie e ilumine os olhos do nosso entendimento para vermos aquilo que nossos olhos naturais não conseguem.

       Segundo a Wikipedia, a origem do Halloween traz às tradições dos povos que habitaram a Gália e as ilhas da Grã-Bretanha entre os anos 600 a.C. e 800 d.C., embora com marcas das diferenças em relação às atuais abóboras ou da muita famosa frase "doces ou travessuras", exportada pelos Estados Unidos, que popularizaram a comemoração. Originalmente, o Halloween não tinha relação com bruxas. Era um festival do calendário celta da Irlanda, o festival de Samhain, celebrado entre 30 de outubro e 2 de novembro e marcava o fim do verão (samhain significa literalmente "fim do verão").

A celebração do Halloween tem duas origens que no transcurso da História foram se misturando:

ORIGEM PAGÃ


          A origem pagã do "dia das bruxas" tem haver com a celebração celta chamada Samhain, que tinha como objetivo dar culto aos mortos e à deusa YuuByeol (símbolo antigo da perfeição celta). A invasão das Ilhas Britânicas pelos Romanos (46 A.C.) acabou mesclando a cultura latina com a celta, sendo que esta última acabou minguando com o tempo. Em fins do século II, com a evangelização desses territórios, a religião dos Celtas, chamada druidismo, já tinha desaparecido na maioria das comunidades. Pouco sabemos sobre a religião dos druidas, pois não se escreveu nada sobre ela: tudo era transmitido oralmente de geração para geração. Sabe-se que as festividades do Samhan eram celebradas muito possivelmente entre os dias 5 e 7 de novembro (a meio caminho entre o equinócio de outono e o solstício de inverno, no hemisfério norte). Eram precedidas por uma série de festejos que duravam uma semana, e davam ao ano novo celta. A "festa dos mortos" era uma das suas datas mais importantes, pois celebrava o que para os cristãos seriam "o céu e a terra" (conceitos que só chegaram com o cristianismo). Para os celtas, o lugar dos mortos era um lugar de felicidade perfeita, onde não haveria fome nem dor. As festas eram presididas pelos sacerdotes druidas, que atuavam como "médiuns" entre as pessoas e os seus antepassados. Dizia-se também que os espíritos dos mortos voltavam nessa data para visitar seus antigos lares e guiar os seus familiares rumo ao outro mundo.


ORIGEM CATÓLICA

          Desde o século IV a Igreja da Síria consagrava um dia para festejar "Todos os Mártires". Três séculos mais tarde o Papa Bonifácio IV († 615) transformou um templo romano dedicado a todos os deuses (Panteão) num templo cristão e o dedicou a "Todos os Santos", a todos os que nos precederam na fé. A festa em honra de Todos os Santos, inicialmente era celebrada no dia 13 de maio, mas o Papa Gregório III († 741) mudou a data para 1 de novembro, que era o dia da dedicação da capela de Todos os Santos na Basílica de São Pedro, em Roma. Mais tarde, no ano de 840, o Papa Gregório IV ordenou que a festa de Todos os Santos fosse celebrada universalmente. Como festa grande, esta também ganhou a sua celebração vespertina ou vigília, que prepara a festa no dia anterior (31 de outubro). Na tradução para o inglês, essa vigília era chamada All Hallow’s Eve (Vigília de Todos os Santos), passando depois pelas formas All Hallowed Eve e "All Hallow Een" até chegar à palavra atual "Halloween".

          Ok, tudo bem, nada demais! Mas, vamos ver como os bruxos tratam essa data? Em um site criado por bruxos para bruxos, encontrei um texto discorrendo sobre o assunto, pelo ponto de vista deles:

         "Samhain (pronuncia-se Sou-ein), festejado em 31 de outubro no hemisfério Norte e em 1º de maio no hemisfério Sul, é o Ano-Novo dos Bruxos. Esse dia sagrado é conhecido por inúmeros nomes. Para muitos, talvez, o mais conhecido seja Halloween. Para nós, Bruxos, é a festa na qual honramos nossos ancestrais e aqueles que já tenham partido para o País de Verão.
          Essa é a noite em que o véu que separa o mundo material do mundo espiritual encontra-se mais fino e o contato com nossos ancestrais torna-se mais fácil. É também o momento tradicional para celebrar a última das colheitas e se preparar para o Verão.
          O poder de magia pode ser sentido no ar, nessa noite. O Outro Mundo se coaduna com o nosso conforme a luz do Sol baixa e o crepúsculo chega. Os espíritos daqueles que já partiram para o outro plano são mais acessíveis durante a noite de Samhain.
          Samhain ocorre no pico do Outono. É o tempo do ano em que o frio cresce e a morte vaga pela Terra. O Sol está enfraquecendo cada vez mais rapidamente, a sombra cresce e as folhas das árvores estão caindo, numa preparação ao Inverno que chegará. Essa é a última colheita, o tempo em que os antigos povos da Europa sacrificavam seus gados e preservavam sua carne para o Inverno, pois esses animais não podiam sobreviver em grande escala nesse período do ano devido ao frio vindouro. Só uma pequena parte, os mais viris e fortes, era mantida para o ano seguinte.
          Samhain é a noite em que o Velho Rei morre e a Deusa Anciã lamenta sua ausência nas próximas seis semanas. O Sol está em seu ponto mais baixo no horizonte, de acordo com as medições feitas através das antigas pedras da Britânia e da Irlanda, razão pela qual os Celtas escolheram esse Sabbat, em vez de Yule, para representar o Ano-Novo. Para os Antigos Celtas, esse dia sagrado dividida o ano em duas estações, Inverno e Verão. Samhain era o dia no qual começavam o Ano-Novo celta e o Inverno, por isso era um tempo ideal para términos e começos."(Na próxima postagem, falarei especificamente sobre esse ponto de vista)

           Outro texto que encontrei que me chocou ainda mais foi esse:

      (...) Através dos ideais luciferianos difundidos em nossa sociedade o Halloween torna-se a doutrina basilar para a iniciação infantil no satanismo. Sacrifícios através da Magia Negra têm feito vítimas fatais principalmente nesta época do ano.
          Curioso e interessante é saber e assistir a omissão do Estado brasileiro quanto a estas práticas iracundas. A justiça é ‘cega’.
          Os satanistas sacrificam não somente crianças  como também adultos nesta ‘Festa de Dia das Bruxas’. Apesar de o desaparecimento ter diminuído em 15.000 crianças por ano e desde 2007 terem sido evitados o sumiço de pelo menos 60.000, ainda hoje muitas famílias têm sofrido com esta dor.
          Observe esta declaração do livro “A Bruxa Satânica” de Anton Szandor LaVey, fundador da Igreja de Satanás (1966):
          "A bruxa fez um pacto com o Diabo e através de rituais dedicados a ele ganha o seu poder. A fim de ser uma bruxa bem-sucedida, a mulher tem que fazer um pacto com o Diabo ..." (Anton LaVey, “The Satanic Witch”).
          O mesmo revelou também o seguinte:."Eu não vejo nenhum motivo real para a redução de filmes e programas na TV que contêm a imagem da bruxa, pois penso que qualquer imagem popular lisonjeira deve ser utilizada e sustentada sempre que possível. As pessoas vão acreditar no que querem acreditar e a imagem atual de uma bruxa é a mais intrigante e fascinante que ainda está para aparecer.
          Isso corrobora ao que a Palavra de Deus revela: "E não é maravilha, porque o próprio Satanás se transfigura em anjo de luz. Não é muito, pois, que os seus ministros se transfigurem em ministros da justiça; o fim dos quais será conforme as suas obras." II Coríntios 11:14,15.
          É comum ver nos desenhos animados, animes, filmes, gibis, programas de tv e sites da internet a propagação de elementos da bruxaria de modo sutil ou mesmo explicitamente, deturpando bons valores e tornando tudo muito sedutor, mágico e comum. Mas vejamos o que a Bíblia diz a respeito:
         “Quando entrares na terra que o SENHOR teu Deus te der, não aprenderás a fazer conforme as abominações daquelas nações. Entre ti não se achará quem faça passar pelo fogo a seu filho ou a sua filha, nem adivinhador, nem prognosticador, nem agoureiro, NEM FEITICEIRO, NEM ENCANTADOR, NEM QUE CONSULTE UM ESPÍRITO ADIVINHADOR, NEM MÁGICO, NEM QUEM CONSULTE OS MORTOS; POIS TODO AQUELE QUE FAZ ESTAS COISAS É ABOMINÁVEL AO SENHOR, e é por causa destas abominações que o Senhor teu Deus os lança fora de diante de ti. Perfeito serás para com o Senhor teu Deus.” Deuteronômio 18:9-13
Fonte: http://www.priscilaemaxwellpalheta.com/2012/10/halloween-desaparecimentos-e.html

          Acorda povo de Deus! O Maligno está doutrinando nosso povo e não estamos fazendo nada pra impedi-lo. Comecemos em casa, preparando nossos filhos para rejeitarem essas práticas, não deixando que filmes, livros, jogos, ou qualquer outro material satânico entre em nosso lar. Ensinando-os a guardar a Palavra de Deus que é a fonte de toda a revelação de que precisamos. Então teremos autoridade para falar aos nossos conhecidos, com amor e espírito de mansidão, como nos orienta a Palavra de Deus. Que Deus nos abençoe nessa tarefa, em nome de Jesus, amém.

Halloween sob o ponto de vista dos bruxos

          Creio que cada um de nós foi dotado por deu de capacidade de compreensão e análise, ainda que uns em um grau diferente do outro, mas todos somos capazes de pensar. Infelizmente, as pessoas se esqueceram que podem fazer isso sozinhas; terceirizam decisões, "vão na onda", seguem a maioria, engolem tudo o que recebem por preguiça de pensar...
          A respeito do Halloween, tenho lido muita coisa repetida, parece que as pessoas simplesmente entram num site, copiam e colam, sem ao menos discernir o que estão fazendo.
         Para se efetuar um bom julgamento, devem ser apresentados todos os fatos detalhados, os fatos são analisados e a sentença é deferida. Vou postar alguns pontos de vista que encontramos a respeito dessa festa e os leitores podem analisar texto por texto comparando com a Palavra de Deus.
         O primeiro que vou postar, é o dos bruxos. esse texto foi retirado de um site escrito por bruxos para bruxos. Que o Espírito Santo nos abra os olhos para enxergarmos além daquilo que queremos, pois "nada há encoberto que não haja de ser manifesto; e nada se faz para ficar oculto, mas para ser descoberto." Marcos 4:22

Samhain - A Morte do Deus

          31 de outubro no hemisfério Norte & 1º de maio no hemisfério Sul

          "Samhain (pronuncia-se Sou-ein), festejado em 31 de outubro no hemisfério Norte e em 1º de maio no hemisfério Sul, é o Ano-Novo dos Bruxos. Esse dia sagrado é conhecido por inúmeros nomes. Para muitos, talvez, o mais conhecido seja Halloween. Para nós, Bruxos, é a festa na qual honramos nossos ancestrais e aqueles que já tenham partido para o País de Verão.
          Essa é a noite em que o véu que separa o mundo material do mundo espiritual encontra-se mais fino e o contato com nossos ancestrais torna-se mais fácil. É também o momento tradicional para celebrar a última das colheitas e se preparar para o Verão.
          O poder de magia pode ser sentido no ar, nessa noite. O Outro Mundo se coaduna com o nosso conforme a luz do Sol baixa e o crepúsculo chega. Os espíritos daqueles que já partiram para o outro plano são mais acessíveis durante a noite de Samhain.
          Samhain ocorre no pico do Outono. É o tempo do ano em que o frio cresce e a morte vaga pela Terra. O Sol está enfraquecendo cada vez mais rapidamente, a sombra cresce e as folhas das árvores estão caindo, numa preparação ao Inverno que chegará. Essa é a última colheita, o tempo em que os antigos povos da Europa sacrificavam seus gados e preservavam sua carne para o Inverno, pois esses animais não podiam sobreviver em grande escala nesse período do ano devido ao frio vindouro. Só uma pequena parte, os mais viris e fortes, era mantida para o ano seguinte.
          Samhain é a noite em que o Velho Rei morre e a Deusa Anciã lamenta sua ausência nas próximas seis semanas. O Sol está em seu ponto mais baixo no horizonte, de acordo com as medições feitas através das antigas pedras da Britânia e da Irlanda, razão pela qual os Celtas escolheram esse Sabbat, em vez de Yule, para representar o Ano-Novo. Para os Antigos Celtas, esse dia sagrado dividida o ano em duas estações, Inverno e Verão. Samhain era o dia no qual começavam o Ano-Novo celta e o Inverno, por isso era um tempo ideal para términos e começos.
          É o dia ideal para honrar os mortos, pois nele os véus que separam os mundos estão mais finos. Aqueles que morreram no ano passado e aqueles que estão reencarnando passam através dos véus e portais nesse dia. Os Portões das Sidhe estão abertos e nem humanos nem fadas precisam de senhas para entrar e sair.
          Em Samhain, o Deus finalmente morre, mas sua alma vive na criança não-nascida, a centelha de vida no ventre da Deusa. Isto simboliza a morte das plantas e a hibernação dos animais, o Deus torna-se então o Senhor da Morte e das Sombras.
          Samhain é um festival do fogo e é a entrada para a parte sombria e fria da Roda do Ano. É em Samhain que as fogueiras são acesas para que os espíritos do outro mundo possam encontrar os caminhos para partirem ao Outro Mundo (País de Verão).
          Samhain é o tempo de lembrarmos com amor aqueles que partiram para o outro lado, por isso é chamado de a Festa Ancestral. Toda a família, ou grupo, se reúne para reverenciar os que já partiram. É muito comum nesse Sabbat se realizar uma ceia em silêncio, conectando-se com aqueles que já cruzaram os portais dos mundos. É tradicional também deixar um lugar à mesa para os ancestrais e lhes servir pratos como se eles estivessem presentes à ceia.
          Para aqueles que não têm família para festejar e celebrar seus ancestrais, alimentos geralmente são deixados do lado de fora de casa, na porta de entrada, em homenagem aos familiares e amigos desencarnados.
          É também tradicional deixar uma vela acesa na janela da casa para ajudar a guiar os espíritos ao longo de sua caminhada ao nosso mundo para que possam encontrar o caminho de volta.
          De acordo com os antigos celtas, havia apenas duas divisões do ano que iam de Beltane a Samhain (Verão) e de Samhain a Beltane (Inverno).
          Samhain é um dos quatro grandes Sabbats e muitas vezes é considerado o Grande Sabbat.
          Por ser o maior de todos e o mais importante também, todos os Pagãos consideram Samhain como a noite mais mágica do ano. Muitas práticas adivinhatórias foram associadas a Samhain, as mais comuns eram aquelas que prenunciavam casamentos e fortunas para o próximo ano que estava se iniciando.
          Uma das tradições mais comuns praticadas pelos povos antigos era a de colocar várias maçãs em um grande barril de água. Várias mulheres se reuniam em volta do barril, e a primeira que conseguisse pegar uma das maçãs seria a primeira a casar no próximo ano.
           Na Escócia, colocavam-se pedras entre as cinzas da lareira, deixando-as "descansar" durante a noite. Se alguma pedra fosse descoberta durante a noite, representaria a morte iminente durante o próximo ano de um dos moradores da residência.
          Sem sombra de dúvida a prática mais famosa do Samhain é o Jack O'Lantern (máscaras de abóboras), que sobrevive até hoje nas modernas celebrações do Halloween. Vários historiadores atribuem suas origens aos escoceses, enquanto outros lhe conferem origem irlandesa. As máscaras eram utilizadas por pessoas que precisavam sair durante a noite de Samhain. As sombras provocadas pela face esculpida n abóbora tinham a virtude de afastar os maus espíritos e todos os seres do outro mundo que vinham para perturbar. Máscaras de abóboras também eram colocadas nos batentes das janelas e em frente à porta de entrada para proteger toda a casa.
          O costume norte-americano de vestir-se com trajes típicos e sair pelas casas dizendo Trick or treating, nas noites de Halloween, é de origem céltica. Nos tempos antigos, o costume não era relegado às crianças, mas sim aos adultos. Em tempos ancestrais, os vagantes iam cantando cânticos da época de casa em casa e eram presenteados com agrados pelo seus habitantes. O Treat (presente) também era requerido pelos espíritos ancestrais nessa noite através de oferendas.
          O Deus neste período é identificado com os animais que eram sacrificados para continuidade da vida.
          Samhain é um tempo para a reflexão, no qual olhamos para o ano mágico que passou e estabelecemos as metas para nossa vida no ano que entra."


           Ops! Alguma coisa aí?
          A Palavra de Deus é bem clara quando diz que Deus é eterno, sem começo nem fim de dias, como pode Deus morrer?  "Antes de nascerem os montes e de criares a terra e o mundo, de eternidade a eternidade tu és Deus." Salmos 90,2
          A adoração a outro deus que não o Deus de Israel, é expressamente proibida na Bíblia: "Não terás outros deuses diante de mim; não farás para ti imagem de escultura, nem semelhança alguma do que há em cima no céu, nem em baixo na terra, nem nas águas debaixo da terra; não te encurvarás a elas, nem as servirás; porque eu, o Senhor teu Deus, sou Deus zeloso, que visito a iniquidade dos pais nos filhos, até a terceira e quarta geração daqueles que me odeiam." Deuteronômio 5:7-9
          Pessoas mortas não podem receber homenagens afinal, está escrito: “Pois os vivos sabem que morrerão, mas os mortos nada sabem; para eles não haverá mais recompensa, e já não se tem lembrança deles. Para eles o amor, o ódio e a inveja há muito desapareceram; nunca mais terão parte em nada do que acontece debaixo do sol.” (Eclesiastes 9:5-6 NVI) Como receberiam, se não podem voltar?
          Também está escrito: "E, como aos homens está ordenado morrerem uma vez, vindo depois disso o juízo," Hebreus 9:27.
           Com respeito à prática de adivinhações, a bíblia diz:
          “Não procurem a ajuda dos que invocam os espíritos dos mortos e dos que adivinham o futuro. Isso é pecado e fará com que vocês fiquem impuros. Eu sou o SENHOR, o Deus de vocês.”  (Levítico 19:31 NTLH)
          “Quando alguém se virar para os adivinhadores e encantadores, para se prostituir com eles, eu porei a minha face contra ele, e o extirparei do meio do seu povo.” (Levítico 20:6)JFA
          “Os homens ou mulheres que, entre vocês, forem médiuns ou consultarem os espíritos, terão que ser executados. Serão apedrejados, pois merecem a morte.” (Levítico 20:27) NVI
          "Quando, pois, vos disserem: Consultai os que têm espíritos familiares e os adivinhos, que chilreiam e murmuram: Porventura não consultará o povo a seu Deus? A favor dos vivos consultar-se-á aos mortos? À lei e ao testemunho! Se eles não falarem segundo esta palavra, é porque não há luz neles." Isaías 8:19,20

          O uso das máscaras de Jack O'Lantern para proteção contra espíritos maus é outro engano. O Salmo 34, diz: "Muitas são as aflições do justo, mas o Senhor o livra de todas. Ele (o Senhor) lhe guarda todos os seus ossos; nem sequer um deles se quebra." Salmos 34:19,20
          Outra vez: "O anjo do Senhor acampa-se ao redor dos que o temem, e os livra." Salmos 34:7

         Comumente, as pessoas que estão enredadas nessas práticas tenta, atrair mais pessoas para seus costumes, o ataque maior são às crianças, pois são mais vulneráveis e aceitam tudo como verdade. Como cristãos, devemos estar atentos à Palavra de Deus. Somente ao conhecermos a verdade podemos nos livrar da mentira. A palavra de Deus deve ser continuamente ensinada a nossos filhos, devemos ensiná-los a fugir dessas coisas, a não receber tudo como verdade, a não "ir com a multidão". A Bíblia diz: "O meu povo foi destruído, porque lhe faltou o conhecimento; porque tu rejeitaste o conhecimento, também eu te rejeitarei, para que não sejas sacerdote diante de mim; e, visto que te esqueceste da lei do teu Deus, também eu me esquecerei de teus filhos." Oséias 4:6
          A falta de conhecimento leva à destruição. Não tenha receio de buscar informações a respeito de algo que você tem dúvida, seja a respeito da Palavra de Deus ou qualquer outro assunto.
          Que Deus nos ajude a vencer a cegueira espiritual e viver na luz de Cristo!      

10 de set de 2015

Masculinidade - A natureza do homem



          Deus disse: "Façamos o homem à nossa imagem, conforme a nossa semelhança; tenha ele domínio" (Gn 1.26). Deus estava definindo o que é masculinidade ao criar Adão e ao indicar seu papel, colocando-o no jardim para cultivá-lo e para dar nome aos animais (Gn 1.26; 2.15, 19-20). De fato, por meio das Escrituras, podemos ver delineado na vida dos homens o que parece ser imperativo para a liderança e responsabilidade masculinas (Gn 3.17-19).
          Deus capacitou o homem com grandes qualidades para uma liderança responsável. Isso pode ser positivamente canalizado na Igreja, na qual todos estão em posição de ensinar, de liderar por seu exemplo moral e de apoiar causas nobres (1Tm 2.8). A força masculina, quando santificada, pode ser usada e maneira positiva, como na vida dos grandes homens que deus levantou como líderes. Abraão mostrou características dessa "aventura" com Deus ao dar passos de fé como nenhum homem antes (Gn 12_18). Percebemos visão em Moisés (Êxodo) e fidelidade em Josué, mesmo quando em minoria (Dt 31.6-8). Davi demonstrou coragem ao lutar com inimigos incríveis (1Sm 17), e Neemias teve iniciativa como construtor, organizando homens para reconstruir os muros e a cidade (Ne 1_8). Por outro lado, temos um homem como Nabucodonosor, que usou seu poder para a destruição e crueldade na guerra (2Rs 24.10-17).
          Deus equilibrou de maneira maravilhosa essa imagem de homem dominante, de força e de poder com o exemplo do Senhor Jesus, que foi movido por compaixão (Mt 20.34), pelo amor Às crianças (Mc 10.14), pelo choro na morte de deu amigo ( Jo 11.35) e que deu sua vida para que outros pudessem viver (Jo 3.16). O "homem íntegro" (Jó 31) encontra paralelo na "mulher forte" (Pv 31.10-31).

Fonte: A Bíblia da Mulher (Editora Mundo Cristão)

6 de set de 2015

Autoridade- Liderança com espírito de servo


          A autoridade é uma responsabilidade a ser assumida com humildade e não um direito a ser exigido com orgulho. Como definida nas Escrituras, é a primeira atribuição do marido durante o ato da criação, como parte da perfeição antes da queda. O homem foi criado primeiro (Gn 2.7), e a mulher foi criada para ser auxiliadora, de forma que ele não estaria sozinho em seu domínio sobre o mundo (Gn 2.18). Ela sempre foi parte do plano de Deus para ser companheira do homem, dando continuidade às gerações e fazendo o trabalho dado por dado por Deus (Gn 1.26-28). Isso é verificado mais tarde, quando Adão é responsabilizado pela desobediência à ordem dada pelo próprio Deus, com relação ao fruto proibido (Gn 2.15-17; 1Tm 2.14). Eva somente soube dessa ordem por meio do seu marido.
          Mais tarde, o apóstolo Paulo esclareceu de que forma a liderança foi estabelecida, quando reiterou a ordem da criação e declarou que a mulher foi criada para o homem e não vice-versa (1Co 11.2-12). Paulo não apelou para a maldição que sobreveio sobre o homem nem para a queda  a fim de justificar a liderança do homem; em vez disso, apelou para o ato e o propósito da criação da mulher antes da queda.
          O casamento foi planejado por Deus, antes que houvesse qualquer atividade criadora, para ser um retrato do relacionamento dele com seu povo e o padrão do relacionamento entre Cristo e a Igreja.  A queda introduziu o pecado, distorcendo o relacionamento entre marido e esposa: a amorosa liderança servil foi substituída por tirania e ambição pelo poder ou por indiferença e má vontade em oferecer liderança espiritual.
          Na liderança bíblica, o marido recebe a atribuição de ser o primeiro responsável pela busca da semelhança com cristo, de servir e de liderar o lar (Ef 5.22-29). Da esposa espera-se que retribua a liderança do marido com honra e afirmação (Ef 5.21-22,33; 1Pe 3.1-4). É necessário haver equilíbrio entre liderança e atitude de serviço. Nosso Senhor é o padrão para tal tipo de liderança. A disposição de servo em Jesus não anulou sua liderança. Sua atitude ao servir definiu sua liderança (Lc 22.26; Hb 13.17).
          A liderança não deveria meramente indicar quem faz o quê, mas sim ser o ponto de partida para se atingirem os objetivos de uma família de maneira ordenada. O marido não é Cristo; no entanto, deve encorajar sua esposa e filhos a submeterem-se a Cristo e a dependerem dele.
          O marido deve liderar sua esposa num companheirismo que glorifique a Deus. Com uma liderança amorosa, o marido humilha-se para suprir as necessidades da esposa - amando, sustentando e cuidando dela como de um tesouro (Ef 5.25-29; 1Pe 3.7)


Fonte: A Bíblia da Mulher (Editora Mundo Cristão)