Pesquisar

12 de abr de 2014

Comer o melhor dessa terra...

                     "Se quiserdes, e obedecerdes, comereis o bem desta terra. Mas se recusardes, e fordes rebeldes, sereis devorados à espada; porque a boca do SENHOR o disse." (Isaías 1:19-20)

             O próprio Jesus disse que o propósito de sua vinda é dar vida com abundância, porém essa abundância não se limita apenas a bens materiais, pois se assim fosse, pessoas que possuem muitos bens não seriam infelizes. 
            A bênção de Deus em sua plenitude é o melhor de Deus pra nós, isso é ter vida com abundância. Ter paz em casa é ter a bênção de Deus. Quando as circunstâncias adversas são vencidas dia após dia. Na área profissional, a gratidão por ter um emprego. Comer o melhor dessa terra é estar bem com Deus, em comunhão com ele, dando graças por tudo que ele faz.
           Mas, comer o melhor dessa terra não é para todos, precisa preencher alguns requisitos. Vejamos:
   
        Tem que querer: Não querer como um desejo parado, inerte.
        Querer implica em estar disposto a vencer o desânimo, a indisposição; Tem que ter disposição para ir além, se esforçar, vencer os obstáculos.Querer também implica em suportar períodos de espera, estar disposto a esperar sem desanimar, sem duvidar, sem blasfemar; com paciência, com fé, acreditando que vai acontecer como quando Elias orou pedindo chuva e perseverou em esperar. Ainda que Deus nos prove no tempo, ele não se esquece de nós. Ele nos fala sempre para nos animar assim como fez com Abraão. Deus continua no controle, ainda que pareça tardio.
         Quer implica em vencer as adversidades; quando Deus promete uma bênção, podemos nos preparar para levar “pedradas”. As duas casas da parábola que Jesus contou aos discípulos (Lucas 6, 47-49), foram assoladas pela mesma tempestade, porém somente a que estava firmada sobre a rocha é que prevaleceu e ficou em pé. Quem sustenta a vida do crente é Jesus, quem nos fortalece.
         Querer implica em  dizer não para as ofertas de Satanás (Lucas 4,4). Ele tentou  a Jesus, ele também nos tenta afim de nos desviar do nosso propósito. Se Jesus tivesse cedido à proposta de Satanás, nós não estaríamos aqui, dando glórias a Deus pela nossa salvação. O temor do Senhor deve ser o motivo pelo qual nós evitamos a tentação e fugimos do pecado. Porque ainda que ninguém nos veja, Deus está atento aos nossos caminhos. Se falta temor em nós é porque falta comunhão com deus, falta passar tempo com Deus.
         
 Ouvir e obedecer: esse povo adorava a Deus, sacrificava a Deus, porém Deus não os suportava mais. Os sacrifícios eram bons, mas quem os oferecia não tinha a vida no altar; esse povo orava, mas não agradava a Deus porque não o obedecia (1 Samuel 15,22). A fidelidade é primordial para que Deus se agrade de nós.
Porém, aos que não querem obedecer, com certeza a vida vai de mal a pior; não existe campo neutro no mundo espiritual – ou servimos a Deus e o agradamos, ou somos ímpios rebeldes que fazemos a vontade do inimigo. Porém o juízo de Deus vai devorar ao rebelde. ( Isaías 1,20)