Pesquisar

8 de out de 2014

Como estou dirigindo?




"Portanto, vede prudentemente como andais, não como néscios, mas como sábios, remindo o tempo; porquanto os dias são maus."  Efésios 5:15-16

Quantas vezes nos deparamos com carrros de determinadas empresas onde há um adesivo com esse dizeres: "Como estou dirigindo?" e tem um número de telefone disponível caso alguém tenha uma reclamação a fazer?
Já pensou na possiblidade de Deus colocar um "adesivo" desses em nós e um "número de telefone" para contato?
Sabemos que nessas empresas, geralmente, as ligações são atendidas por setores separados. Normalmente existem os setores: Reclamação; Sugestão; Dúvida; Elogios. Claro, varia de empresa para empresa...
Se Deus criasse esses departamentos no céu (óbvio que isso é só para meio de reflexão, quem lê entenda...) e deixasse os "operadores de telemarketing celestes" atendendo às ligações, qual seria o setor mais procurado para falarem de você ?
Tem aqueles que dizem assim: " Não me importo com o digam de mim, importa o que Deus pensa..."; porém, Deus mandou que fôssemos suas testemunhas para as pessoas porque ele não precisa do nosso testemunho, ele já nos conhece, melhor que nós mesmos.
Disse Jesus: " ser-me-eis testemunhas, tanto em Jerusalém como em toda a Judéia e Samaria, e até aos confins da terra." Atos 1,8b. Assim como o veículo de uma empresa carrega consigo a marca da empresa, nós como cristãos, carregamos a marca de Cristo em nós, o que fazemos ou deixamos de fazer é relevante para os homens sim, pois é isso que vai fazer a diferença entre a salvação e a perdição das pessoas: como elas vêem Deus através de nós.

Setor de reclamação: " Bom dia, gostaria de falar que aquele crente que mora perto de casa, diz muito que o Senhor pode mudar a minha vida, mas ele vive procurando confusão no bairro; discutindo com a família dele; sempre que pode, dá uma paradinha no boteco da esquina, quero dizer que não concordo com isso e não quero ser "crente"."

Setor de sugestão: " Olha, eu realmente acho que ser "crente" até que não é má coisa, mas acontece que se eu fosse "crente" eu não faria o que aquele colega do trabalho faz... Sinceramente, acho que se a pessoa diz que tem Deus, ela deve fzer o que ele manda... eu que nem sou "crente" não faço metade do mal que ele faz às pessoas que convivem com ele, acho que ele deveria consertar sua vida antes de falar dos outros... Só acho..."

Setor de dúvidas: "Boa tarde, gostaria de saber se um "crente" pode ter uma amante, pois eu vi um cara da igreja saindo com outra mulher que não é a dele. É assim mesmo, porque dizem que no passado, os homens tinham concubinas e Deus deixava, como é isso?"

Setor de elogios: " Puxa! Eu só tenho que agradecer, viu? Se não fosse meu vizinho cristão falar de Jesus pra mim, minha vida teria acabado! Tive vontade de largar minha família, meu trabalho, sumir de casa, mas meu amigo me apresentou a solução para os meus problemas: Jesus! Glória a Deus!"

E então, o que andam dizendo a seu respeito? Como você tem representado a Cristo, como um "crente" ou como um autêntico cristão? Diga-se de passagem, que há muita diferença entre ser crente e ser cristão: ser crente é ter fé em alguma coisa, crer em algo ou alguém; ser cristão é ser parecido com Cristo.
Como representantes de Cristo, é da conta das pessoas sim a nossa vida, elas tem que prestar atenção em nós e ver a Glória de deus refletida em nós, não só pelos bens materiais que possuímos, mas o quanto de Deus nós conseguimos exalar mesmo diante de extremas necessidades.