Pesquisar

10 de set de 2015

Masculinidade - A natureza do homem



          Deus disse: "Façamos o homem à nossa imagem, conforme a nossa semelhança; tenha ele domínio" (Gn 1.26). Deus estava definindo o que é masculinidade ao criar Adão e ao indicar seu papel, colocando-o no jardim para cultivá-lo e para dar nome aos animais (Gn 1.26; 2.15, 19-20). De fato, por meio das Escrituras, podemos ver delineado na vida dos homens o que parece ser imperativo para a liderança e responsabilidade masculinas (Gn 3.17-19).
          Deus capacitou o homem com grandes qualidades para uma liderança responsável. Isso pode ser positivamente canalizado na Igreja, na qual todos estão em posição de ensinar, de liderar por seu exemplo moral e de apoiar causas nobres (1Tm 2.8). A força masculina, quando santificada, pode ser usada e maneira positiva, como na vida dos grandes homens que deus levantou como líderes. Abraão mostrou características dessa "aventura" com Deus ao dar passos de fé como nenhum homem antes (Gn 12_18). Percebemos visão em Moisés (Êxodo) e fidelidade em Josué, mesmo quando em minoria (Dt 31.6-8). Davi demonstrou coragem ao lutar com inimigos incríveis (1Sm 17), e Neemias teve iniciativa como construtor, organizando homens para reconstruir os muros e a cidade (Ne 1_8). Por outro lado, temos um homem como Nabucodonosor, que usou seu poder para a destruição e crueldade na guerra (2Rs 24.10-17).
          Deus equilibrou de maneira maravilhosa essa imagem de homem dominante, de força e de poder com o exemplo do Senhor Jesus, que foi movido por compaixão (Mt 20.34), pelo amor Às crianças (Mc 10.14), pelo choro na morte de deu amigo ( Jo 11.35) e que deu sua vida para que outros pudessem viver (Jo 3.16). O "homem íntegro" (Jó 31) encontra paralelo na "mulher forte" (Pv 31.10-31).

Fonte: A Bíblia da Mulher (Editora Mundo Cristão)