Pesquisar

6 de set de 2015

Autoridade- Liderança com espírito de servo


          A autoridade é uma responsabilidade a ser assumida com humildade e não um direito a ser exigido com orgulho. Como definida nas Escrituras, é a primeira atribuição do marido durante o ato da criação, como parte da perfeição antes da queda. O homem foi criado primeiro (Gn 2.7), e a mulher foi criada para ser auxiliadora, de forma que ele não estaria sozinho em seu domínio sobre o mundo (Gn 2.18). Ela sempre foi parte do plano de Deus para ser companheira do homem, dando continuidade às gerações e fazendo o trabalho dado por dado por Deus (Gn 1.26-28). Isso é verificado mais tarde, quando Adão é responsabilizado pela desobediência à ordem dada pelo próprio Deus, com relação ao fruto proibido (Gn 2.15-17; 1Tm 2.14). Eva somente soube dessa ordem por meio do seu marido.
          Mais tarde, o apóstolo Paulo esclareceu de que forma a liderança foi estabelecida, quando reiterou a ordem da criação e declarou que a mulher foi criada para o homem e não vice-versa (1Co 11.2-12). Paulo não apelou para a maldição que sobreveio sobre o homem nem para a queda  a fim de justificar a liderança do homem; em vez disso, apelou para o ato e o propósito da criação da mulher antes da queda.
          O casamento foi planejado por Deus, antes que houvesse qualquer atividade criadora, para ser um retrato do relacionamento dele com seu povo e o padrão do relacionamento entre Cristo e a Igreja.  A queda introduziu o pecado, distorcendo o relacionamento entre marido e esposa: a amorosa liderança servil foi substituída por tirania e ambição pelo poder ou por indiferença e má vontade em oferecer liderança espiritual.
          Na liderança bíblica, o marido recebe a atribuição de ser o primeiro responsável pela busca da semelhança com cristo, de servir e de liderar o lar (Ef 5.22-29). Da esposa espera-se que retribua a liderança do marido com honra e afirmação (Ef 5.21-22,33; 1Pe 3.1-4). É necessário haver equilíbrio entre liderança e atitude de serviço. Nosso Senhor é o padrão para tal tipo de liderança. A disposição de servo em Jesus não anulou sua liderança. Sua atitude ao servir definiu sua liderança (Lc 22.26; Hb 13.17).
          A liderança não deveria meramente indicar quem faz o quê, mas sim ser o ponto de partida para se atingirem os objetivos de uma família de maneira ordenada. O marido não é Cristo; no entanto, deve encorajar sua esposa e filhos a submeterem-se a Cristo e a dependerem dele.
          O marido deve liderar sua esposa num companheirismo que glorifique a Deus. Com uma liderança amorosa, o marido humilha-se para suprir as necessidades da esposa - amando, sustentando e cuidando dela como de um tesouro (Ef 5.25-29; 1Pe 3.7)


Fonte: A Bíblia da Mulher (Editora Mundo Cristão)